sexta-feira, 9 de outubro de 2009

RESTOS DE SONHOS...


Nesta infinita estrada
vou seguindo...

Carrego comigo
restos de sonhos.

Sonhos que lembram
espirais de fumaça,
que se desmancham
no vento
e se perdem na paisagem...

Regina Azenha
(Preserve autoria)

Um comentário:

(Carlos Soares) disse...

Ah,Regina.Sumida.Nos privando de tão belos poemas,né? Aí não vale.beijos