terça-feira, 10 de novembro de 2009

FANTASIAS


Ouço a sinfonia da chuva,
orquestrada pelo vento...
Folhas desprendem-se
das árvores
e saem bailando

displicentes...

Essa imagem
me inspira fantasias
delírios do pensamento...

Ah!...
se o barulho da chuva
fosse uma cantiga de ninar
embalando minh'alma
e, se a saudade
como as folhas secas
fosse levada pelo vento!...

Regina Azenha
(Preserve autoria)

2 comentários:

Marileis_Macedo disse...

Todos os poemas são belíssimos.
Há muita sensibilidade.
Deus lhe dê muita inspiração, hoje e sempre.
Beijos.
Marileis.

Vanusa disse...

Regina, tudo muito bonito, de muito bom gosto...
Sem palavras para traduzir toda minha admiração por você!
Beijos!
Vanusa.